Sem comentários

Eis o arranha-céus de madeira mais alto do mundo

A revalorização da madeira na construção

A madeira tem sido um dos materiais mais utilizados na construção ao longo da história, pelo baixo custo e facilidade de trabalhá-la. No entanto, com a Revolução Industrial, passou para segundo plano, com a força de novos materiais, como ferro, aço e, posteriormente, cimento, a mostrarem-se mais resistentes e adequados para uma nova era da indústria. Agora, muitas décadas depois, as mudanças tecnológicas e a preocupação com o meio ambiente revalorizaram a madeira como material de grande importância. Tão bem-sucedido que já existem arranha-céus construídos com este material. O mais recente foi erguido na Noruega, e detém o título de edifício mais alto do mundo construído com este material.

Um símbolo ecológico

Em Março passado, a arquitetura europeia ganhou um novo marco, desta vez na fria Noruega. Com a conclusão da Torre Mjosa em Brumunddal, a cerca de 110 quilómetros de Oslo, o país escandinavo conta agora com a maior construção em madeira do mundo, projetada por Voll Arkitekter. As medidas são assustadoras: os 18 andares ultrapassam os 85,4 metros de altura. Segue à frente do edifício HoHo Wien na Áustria (84 metros) e do Mosteiro Peri-Săpânţa Mosteiro na Roménia (75 metros).

Algumas particularidades

Sendo um edifício de madeira, a segurança contra incêndio foi uma das principais preocupações dos seus criadores durante o processo de design. Tem todas as medidas de segurança necessárias contra este perigo: foi construído com materiais capazes de suportar um fogo até 90 minutos antes de destruir-se. A madeira utilizada é conhecida como Kerto LVL, um ambiente material muito amigo do meio ambiente. Embora o esqueleto e a fachada do edifício tenham sido construídos com madeira, nos andares superiores, onde estão localizados os apartamentos, também foi utilizado cimento.

A Blue Acres® Portugal sugere consideração a este artigo, na Costa de PrataOeste de Portugal. A Silver Coast, famosa pelas praias de PenicheBaleal, Foz do Arelho, entre outras, conhecidas pela prática de desportos como surfkitesurfwindsurfjet ski e ainda as actividades de mergulhopesca desportivapesca submarina, etc. A acrescentar, o belíssimo arquipélago das Ilhas BerlengasEstelas e Farilhões que, desde 30 de Junho de 2011 foi considerada Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO, tornando-se Reserva Natural das Berlengas. Também de salientar a beleza pré-histórica do Castelo de Óbidos, a dinâmica diária do mercado da “Praça da Fruta” de Caldas da Rainhae a Lagoa de Óbidos, influente e marcante na ecologia local. Lembre-se que a Blue Acres® Portugalmedia a compra e venda de propriedades nesta região.Moradiasapartamentosterrenosprédios, etc. Caso o imóvel que procura não se encontre listado neste site, não hesite em contactar-nos: T. 917 440 326 | info@blueacres.pt