Sem comentários

Painéis solares: a energia que a sua casa precisa

As vantagens que os painéis solares têm para oferecer aos proprietários levam a uma procura crescente deste tipo de soluções. Conheça todos os benefícios.

Em Portugal, devido à nossa localização geográfica, estamos bem posicionados para tirar proveito do sol. A Península Ibérica, apresenta, face ao contexto europeu, a maior taxa de concentração e exposição solar anual. A luz solar como fonte renovável, produtora de energia elétrica, é cada vez mais desejável e viável. O posicionamento do nosso país reforça as possibilidades vantajosas da utilização deste tipo de energia limpa. Cada vez mais existe a necessidade de procurar alternativas às energias não-renováveis, sendo que a energia solar é uma das alternativas mais usadas.

O que são e como funcionam os painéis solares?

Painéis solares fotovoltaicos são dispositivos utilizados para converter a energia solar em energia elétrica. Estes são constituídos por células que convertem a luz solar em eletricidade. A quantidade de eletricidade gerada depende, entre outros fatores, do grau de intensidade da luz incidente, o que pode variar consoante o dia e as estações do ano. Existem vários tipos de painéis para uso doméstico, sendo os mais comuns, os painéis fotovoltaicos monocristalinos, policristalinos e painéis solares de película fina. É aconselhável que faça uma pesquisa prévia para se informar qual deles é o mais proveitoso para si. Comprar um painel solar para produzir eletricidade é cada vez mais económico, eficiente e com menos burocracias. Há uns anos, ter um painel solar era uma tarefa muito dispendiosa e morosa, mas com o passar do tempo esta prática está cada vez mais normalizada e vantajosa. Hoje em dia, qualquer pessoa pode comprar e instalar um painel solar no seu imóvel sem burocracias. No Diário da República, foi publicado o novo regime jurídico da produção de energias renováveis para autoconsumo. O Decreto-Lei 162/2019, de 25 de outubro, pretende regular, mas também promover e disseminar a produção descentralizada da eletricidade a partir de fontes renováveis de energia. O Decreto-Lei transpõe parcialmente a Diretiva 2018/2001 do Parlamento Europeu e do Conselho. Com esta é permitido aos “autoconsumidores de energia renovável produzir, consumir, armazenar, partilhar e vender eletricidade sem serem confrontados com encargos desproporcionados”. Com o Decreto-Lei de 2019, Portugal ambiciona e determina-se a estar na primeira linha da transição energética e empenha-se a alcançar uma quota de 47 % de energia proveniente de fontes renováveis no consumo final bruto em 2030.

Quais são as principais vantagens?

Existe várias razões pelo qual optar por esta energia pode ser vantajoso para si. Alguns exemplos são:

  • Energia limpa: Este tipo de energia não gera poluição nem um impacto ambiental significativo.
  • Simples de instalar: Os painéis utilizados são facilmente instalados, não sendo necessário uma assistência técnica especializada.
  • Vida útil prolongada: A durabilidade dos painéis costuma ser entre 25-30 anos, dependendo do tipo de painel e as condições climatéricas.
  • Manutenção mínima: Maior parte do tempo, exceto em caso de avarias, as manutenções destes aparelhos cingem-se a limpezas quando a transparência do vidro dos módulos e a sua sensibilidade são afetadas.
  • Económico e consciente para a questão energética. Os painéis fotovoltaicos podem produzir uma boa parte da energia necessária para a sua casa e se produzir mais do que precisa, pode vender à rede elétrica.

A crescente necessidade global por energia, associada à importância do impacto das políticas energéticas na sociedade e no meio ambiente, reforça a necessidade cada vez maior de utilizar uma fonte de energia que consiga abastecer a humanidade de forma inesgotável, para um desenvolvimento sustentável.

Blue Acres® Portugal sugere consideração a este artigo, na Costa de PrataOeste de Portugal. A Silver Coast, famosa pelas praias de PenicheBaleal, Foz do Arelho, entre outras, conhecidas pela prática de desportos como surfkitesurfwindsurfjet ski e ainda as actividades de mergulhopesca desportivapesca submarina, etc. A acrescentar, o belíssimo arquipélago das Ilhas BerlengasEstelas e Farilhões que, desde 30 de Junho de 2011 foi considerada Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO, tornando-se Reserva Natural das Berlengas. Também de salientar a beleza pré-histórica do Castelo de Óbidos, a dinâmica diária do mercado da “Praça da Fruta” de Caldas da Rainha e a Lagoa de Óbidos, influente e marcante na ecologia local. Lembre-se que a Blue Acres®Portugal media a compra e venda de propriedades nesta região. Moradiasapartamentosterrenosprédios, etc. Caso o imóvel que procura não se encontre listado neste site, não hesite em contactar-nos: T. 917 440 326 | info@blueacres.pt